O mundo dos ladrilhos hidráulicos

Com certeza você já viu ladrilho hidráulico em algum lugar. Foi naquela casa antiga da sua avó? Ou no apartamento que a amiga recém casada resolveu arrumar como sempre sonhou? Herança européia, esses revestimentos do século XIX estão mais atuais do que nunca. A maioria dos que temos no mercado ainda tem fabricação artesanal.

Conhecido por sua resistência, o produto é impermeabilizado para evitar manchas e muitas vezes custam um pouco caro. Mesmo assim, vale o investimento. O ladrilho hidráulico dá um super estilo para pisos, paredes, painéis e bancadas. Podendo escolher uma estampa só ou fazendo um mix de modelos trazendo um acabamento neutro e colorido, e misturando formando uma estampa única para sua casa. Por se uma opção um pouco cara, você pode também imprimir em adesivo vinil da estampa que quiser e colar em seus azulejos, mas o efeito é parecido apenas em visão, não se esqueça. Em questão de resistência não será igual pelo fato de ser adesivo, mas também é uma boa opção para quem quer deixar sua residência despojada e diferente. Ele pode durar até 50 anos, bom tempo né?!

Na decoração, o ladrilho hidráulico vai bem a áreas frias como: cozinhas, banheiros, varandas e, por que não, em salas de jantar. Também ficam lindos em detalhes, como: lareiras, escadas, rodapé de portas, bancos de jardim. E eles pode ser utilizados tanto em pisos como em paredes, fantástico. Com a aparência de cerâmica porosa, as placas, com 2cm de espessura, resultam da mistura de areia, água, cimento, pó de mármore e granito. A produção é totalmente artesanal: depois de moldadas e coloridas uma a uma, as placas são retiradas da fôrma para um repouso de 12 horas. Em seguida, são molhadas e secam naturalmente, fora de estufas e fornos, por um período de dez a 15 dias. É a camada mais superficial que recebe os pigmentos, numa variação de até 50 cores (combinação dos tons básicos do óxido de ferro ou de cobalto), que tingem o trabalho.
Para a compra, muitas vezes é necessário a encomenda. Por ser um produto mais trabalhoso e que os fabricantes são limitados.

Sua instalação é um pouco trabalhosa e necessita mão-de-obra especializada para o assentamento de pedras e cerâmicas. As peças são colocadas sobre um contrapiso de concreto bem nivelado. Essa base deve ter de 7 a 10cm para calçadas com trânsito leve de carros e de 3 a 5 cm para áreas internas. A argamassa de assentamento, com no mínimo 3cm de espessura, leva 5 partes de areia lavada e 1 de cimento. Depois de lixado, o ladrilho deve ser bem limpo com água e sabão neutro e seco. Passadas 48 horas, ele estará pronto e, então, poderá ser impermeabilizado com resinas para cimentado. Cera de carnaúba com parafina ou cera com silicone incolor, de consistência pastosa, são outras opções de impermeabilizantes.


Você também se inspirar em outros materiais para ter o mesmo efeito, como: faça patchwork com adesivos, garimpe azulejos antigos e vintage. Aproveite!

Reescrito de:http://followthecolours.com.br/2013/05/decore-com-ladrilho-hidraulico.html#sthash.NwY9JduR.dpbs
http://oficinadearquiteturabh.blogspot.com.br/2012/11/ladrilho-hidraulico-e-azulejos.html

Crie sua própia decoração..é fácil, econômico e sustentável

Nós mesmos podemos criar a decoração de nossas casas, com materiais que muitas vezes não sabemos pra que finalidade usar.  Objetos funcionais e decorativos e que o custo se torna baixíssimo pois podemos reconstruí-los com matérias básicos como jornal, papel de pão, vidro, tinta, cola e muitos outros.
E que além de tudo acaba sendo uma terapia e ocupação para que muitas vezes está precisando dar um relaxadinha.

Segue algumas ideias:

Cortina feita com rolinhos de papel, use cola branca Cascorez.

Fazer um abajur usando taças

3

Banquinho transformado em mesa, o assento foi substituído por um LP em vinil.

4

Seja você o artista

5

Um porta vasos de papelão coberto com papel enrolado (papel de saco de pão), use cola branca.

6

Vaso decorativo, feito com tinta na parte interna

7

Luminária feita com potes de vidro

Tente você também.

Fonte das imagens: página crie e faça você mesmo https://www.facebook.com/pages/Crie-e-Fa%C3%A7a-Voc%C3%AA-Mesmo/127056710748087?fref=ts

Laminados, uma boa escolha.

O piso laminado é muito similar ao carpete de madeira. Enquanto no carpete de madeira o acabamento é em folha de madeira, o laminado é revestido de algo chamado laminado melamínico (ou fenólico). Esse revestimento é mais conhecido no Brasil pelo nome de um de seus principais fabricantes, a Fórmica. Eles podem ser aplicados tanto em piso, quanto em paredes. Contudo, o laminado é uma opção mais em conta do que o carpete em si e também com muitas vantagens.Vamos ver!

Laminado para pisos
Para o piso, a lâmina melamínica recebe um overlay.
Trata-se de um filme de proteção que confere à superfície diferentes graus (sempre altos) de resistência a riscos e abrasão.

Existem dois tipos de pisos laminados, ambos pedem paginação antes de instalar e juntas de 1,5 a 2 mm, preenchidas com um rejunte flexível adequado.
O primeiro tipo é colado diretamente sobre o contrapiso e outros pisos colados..além do overlay, a lâmina tem uma base de papéis kraft com resina fenólica, como nos produtos para parede. As placas de 60 x 60 cm, ou as réguas que medem 1,25 ou 2,50 m de comprimento por 20 cm de largura e 2 mm de espessura. Sua aplicação dispensa queimação!
O segundo tipo, a lâmina melamínica também recebe overlay, mas é prensada sobre uma base de madeira processada (HDF, MDF, compensados e aglomerados).
Cerca de 30 vezes mais resistentes do que os carpetes de madeira. Os laminados melamínicos suportam muito bem a abrasão e dificilmente mancham. Eles já vem com acabamento, por isso dispensam pinturas e vernizes.

Sua instalação é rápida e prática, mas pede mão-de-obra especializada. E sua limpeza é rápida e prática, necessitando apenas de um pano úmido bem torcido, aceitando também produtos de limpeza. Maravilha!

Laminados para parede
Para parede, a lâmina melamínica vem agregada a uma base de papel kraft misturado com resinas fenólicas. Após sua colagem, os laminados devem ser aplicados sobre superfícies bem niveladas, livres de umidade, poeira, graxas ou óleos. Ele pode ser revestido em aglomerados, compensados, MDF, HDF, chapas metálicas, painéis de gesso acartonado, azulejos e cerâmicas. Tornando a vida muito mais fácil e prática em sua instalação. Em casos de parede de gesso acartonado ou alvenaria, é necessária a queimação, para a parede receber uma mistura de solvente e cola de contato. Nas paredes sobre massa-corrida, pinturas acrílicas, látex e cal, sua aderência é problemática, pois a cola absorve massa, tinta e argamassas, formando bolhas.A instalação em parede é um pouco mais trabalhosa, mas o resultado é lindo. Na limpeza, pano umedecido em amoníaco, álcool ou detergente neutro. Nunca use palhas de aço ou esponjas abrasivas!

Algumas das vantagens citadas:
– Facilidade na limpeza
– Boa durabilidade
– Bons isolantes térmicos e acústicos
– Instalação é simplificada
– É hipoalergênico e ecologicamente corretos
– Custo baixo ao de madeira natural
– Alta versatilidade de cores, desenhos e acabamentos
– Alta resistência a impacto, alta temperatura e água fervente

Espero que tenham gostado e que experimentem o uso em suas residências.

Reescrito de:http://www.reformafacil.com.br/piso-laminado-saiba-mais-sobre e http://www.studiohomeplanejados.com.br/blog/moveis-planejados/laminados-pisos-ou-carpetes-de-madeira-qual-o-melhor-para-sua-casa

Idéias para banheiro

O banheiro é um das partes da casa em que deve ser bem aconchegante, pois também é um dos cômodos em que utilizamos para relaxar no banho, se produzir para sair, e outras coisas. E também é um ambiente em que as visitas sempre passam, por isso devemos projeta-los sempre com conforto. Podem ser usados vários estilos, desde clean e moderno ao retrô.

Vamos ver algumas soluções diferentes e modernas.

 

 

Fonte de imagens: página crie e faça você mesmo https://www.facebook.com/pages/Crie-e-Fa%C3%A7a-Voc%C3%AA-Mesmo/127056710748087?fref=ts

Sustentabilidade…um assunto necessário e interessante.

Quando se trata de sustentabilidade, devemos prestar atenção porque além de fazer bem para o ambiente, também faz bem para nossa própria saúde.
Sob o pilar da sustentabilidade, surgem novas alternativas de revestimento, com baixos teores ou isentas de insumos voláteis e/ou derivados de petróleo, com o intuito de não agredir o meio ambiente e a saúde dos moradores, como tintas, vernizes, colas, resinas, impermeabilizantes, carpetes, selantes, madeira compensada. Sua identificação dá-se a partir de alguns critérios, como índices de emissões, toxidade, volume das emissões de Compostos Orgânicos Voláteis (COVs) e duração e níveis de exposição e acúmulo. As tintas sintéticas derivadas de petróleo, como também colas, vernizes, resinas e impermeabilizantes, por exemplo, contém, muitas vezes, pigmentos à base de metais pesados, que não são eliminados pelo organismo e que contaminam solo, e solventes aromáticos voláteis, prejudiciais à saúde e à camada de ozônio. Os COVs, que são extremamente tóxicos e evaporam logo após a tinta secar, estão presentes em todos os solventes de tinta.

Vamos entender melhor!
O que são materiais ecológicos ou ecoprodutos?
Ecoprodutos são todos artigos de origem artesanal ou industrializada, que sejam não -poluentes, atóxicos, benéficos ao meio ambiente e á saúde dos seres vivos, contribuindo para o desenvolvimento sustentável.
Como saber se o material/tecnologia é sustentável ou menos impactante?
• Matéria-prima – é virgem ou reciclada? Como é extraída? É um recurso renovável?
• Qual é o processo produtivo? Apresenta baixo consumo de energia? E de água? O processo é poluente? (ar, água, terra, som). Gera que tipo de resíduos?
•O produto é poluente?
• Sua instalação, manutenção gera resíduos?
•Como é a logística de distribuição do produto? Consome muita energia?
•E a embalagem? Possui potencial de reciclagem ou de reuso?
• Possui algum tipo de certificação ( tipo ISSO 14001) ou SELO?

Quatro ideias de pisos e revestimentos sustentáveis
Feitos de madeira reflorestada ou bambu, opções são mais sustentáveis que os modelos convencionais. Também é uma boa pedida.

Confira quatro modelos de revestimentos ou pisos sustentáveis, que utilizam materiais e processos que não prejudicam o meio ambiente.
1
O porcelanato Ecodiversa, da Portobello, apresenta em sua composição 18% de material reciclado. O material está disponível em diversas cores e texturas.
2
Já o Eucafloor Elegance, da Eucatex, é fabricado com fibras de madeira reflorestada e certificada, além de ter proteção antibacteriana. As tábuas podem ser usadas tanto no chão como nas paredes.
3
O piso Floorest Bliss, da Floorest, é ecologicamente correto, feito com chapas de fibras de madeira de reflorestamento, utilizando padrões de madeira.
4
Feitos de bambu prensado, os produtos da NeoBambu são completamente naturais. Como o bambu é um material que cresce rápido e não degrada o meio ambiente, é considerado ecologicamente correto para a produção de itens de construção e decoração.

Sempre temos muitas alternativas de escolha, é bom pensar no meio ambiente e no nosso futuro. Faça um esforço , que no final vale sempre a pena.

Fonte: http://www.criaarquiteturasustentavel.com.br/lista-de-materiais-ecologicos.html e http://atitudesustentavel.com.br/blog/2011/08/25/quatro-ideias-de-pisos-e-revestimentos-sustentaveis/

A diversidade e praticidade do papel de parede

Quando você escolhe o Papel de Parede como revestimento para o ambiente, você elimina de imediato metade dos problemas. Entre as inúmeras opções de padrões de cores, texturas, motivos, acabamentos e complementos existentes no mercado, você certamente irá encontrar uma composição que irá valorizar os móveis e objetos já existentes em sua residência. Sem aborrecimentos e transtornos com sujeira, barulho ou pó. Desde que bem aplicado e cuidado, como qualquer outro objeto de decoração de sua casa, tem vida longa. A conservação do Papel de Parede é muito simples e prática. Basta passar um pano úmido sobre a superfície e pronto! E ainda aceita mais aceita pintura, gerando muitas diversidades. Em sua criação é utilizado fibra vegetal.

Doutores da Alegria

Doutores da Alegria é uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos que, desde 1991, atua junto a crianças hospitalizadas, seus pais e profissionais de saúde. A essência do trabalho é a utilização da paródia do palhaço que brinca de ser médico no hospital, tendo como referência a alegria e o lado saudável das crianças e colaborando para a transformação do ambiente em que se inserem.

Em mais de duas décadas de trajetória, já realizou mais de 900 mil visitas com um elenco de cerca de 40 palhaços profissionais (não voluntários) e possui unidades em São Paulo, no Rio de Janeiro e no Recife.

No Rio de Janeiro e em São Paulo, mantém um programa que leva variadas formas de arte, como circo, música e poesia, a pacientes de hospitais públicos, já tendo contemplado mais de 30 mil pessoas; e, no país inteiro, a ONG articula uma rede de iniciativas semelhantes.

Doutores da Alegria desempenha, por meio de sua Escola, um papel referencial na pesquisa da linguagem do palhaço e na formação de jovens, artistas profissionais e interessados – cerca de 180 jovens artistas já se formaram em um programa com duração de três anos. Outras atividades artísticas, como peças teatrais e as rodas besteirológicas, são apresentadas ao público em geral. Mantida por doações de pessoas e empresas, a organização é reconhecida em todo o país por seu profissionalismo e atuação inovadora.

Possui a certificação de utilidade pública nas esferas federal, estadual e municipal. Recebeu o Prêmio Criança da Fundação Abrinq pelos Direitos da Criança, foi incluída três vezes na lista das 100 melhores práticas globais da divisão Habitat da Organização das Nações Unidas. Recebeu ainda o Prêmio Cultura e Saúde, concedido em junho de 2009 e 2010 pelo Programa Cultura Viva, iniciativa conjunta dos Ministérios da Cultura e Saúde. Recentemente, recebeu a certificação do Conselho Nacional de Assistência Social – CNAS.

MISSÃO E VISÃO

A missão dos Doutores da Alegria é promover a experiência da alegria como fator potencializador de relações saudáveis por meio da atuação profissional de palhaços junto a crianças hospitalizadas, seus pais e profissionais de saúde. Compartilhar a qualidade desse encontro com a sociedade com produção de conhecimento, formação e criações artísticas.

A visão dos Doutores da Alegria é tornar-se um centro cultural referência na arte do palhaço e nas artes cômicas em geral oferecendo acervo, publicações, cursos e produções artísticas que estimulem a reflexão e o diálogo crítico com diversos setores da sociedade.

PORQUE CONTRIBUIR COM DOUTORES DA ALEGRIA? Seja um sócio da alegria! 

O trabalho dos Doutores da Alegria é gratuito para o hospital, mas não é voluntário. Os recursos da sua contribuição permitem a manutenção e expansão do nosso trabalho, responsável anualmente por 60 mil visitas a crianças hospitalizadas em hospitais públicos, a realização do programa de formação para jovens, oficinas para profissionais de saúde, manutenção da estrutura, aprimoramento técnico dos artistas e a continuidade das ações de pesquisa e disseminação do conhecimento.

Tornando-se um sócio-mantenedor você receberá mensalmente a Gazeta eletrônica dos Doutores da Alegria e poderá participar de campanhas exclusivas e eventuais ações promocionais.

Fonte:  http://www.doutoresdaalegria.org.br
Créditos de imagem:  http://www.doutoresdaalegria.org.br